terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Legenda para quem não ouve, mas se emociona


Para saber mais sobre a campanha
(notas da imprensa, vídeos, camisas, fotos, download do projeto de lei)
e para colaborar , acesse o site: Legenda Nacional  


Marcelo Pedrosa é surdo e está promovendo a campanha "Legenda para quem não ouve, mas se emociona" a fim de garantir o acesso à produção cultural aos deficientes auditivos por meio da legenda.

O objetivo da campanha é defender a aprovação do Projeto de Lei nº 1.078/2007, do Deputado Federal por Pernambuco Maurício Rands. Com a aprovação dessa proposta, as distribuidoras de filmes e os organizadores de exibições de peças teatrais ficam obrigados a legendar as obras exibidas ou a oferecer interpretação do texto correspondente.


Leia abaixo o que diz Marcelo Pedrosa:

"A campanha pela legenda em filmes nacionais foi uma idéia minha. Sou portador de deficiência auditiva com grau profundo, mas obtenho um grande ganho com uso de aparelho. Em 29 de abril deste ano, a minha turma combinou de ir para o CINE-PE - Festival de Audiovisual 2004, na cidade de Recife/PE, para assistir vários filmes nacionais e me senti excluído. Então pensei: "o que eu estou esperando?"

No último dia do CINE-PE (5 de maio de 2004), cerca de cem amigos e familiares foram ao Centro de Convenções de Pernambuco, sede do festival, para apoiar a campanha sobre a necessidade de colocar legenda no filme nacional. Ainda durante o evento, conseguimos o apoio de várias pessoas do cinema, como Cacá Diegues, André Gonçalves e outros. E as adesões continuam.

Meu objetivo é aumentar o número de pessoas conscientes dos direitos dos deficientes e, assim, ter força para lutar por um ideal de igualdade nas atividades de lazer. Existem várias associações preocupadas com a acessibilidade dos deficientes, inclusive procurando patrocínio. É preciso aprofundar a discussão para encontrar a solução mais adequada. É oportuno lembrar a famosa frase: "Se não houvesse esperança, não estaríamos lutando".

Curso de Libras - FENEIS-MG

A FENEIS-MG está com matrículas abertas para o curso de Libras, neste próximo semestre de 2011.

Acesse o site: www.feneismg.org.br

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Surdo TV Brasil


Surdo TV Brasil é um site de divulgação de notícias e informações publicadas em Libras. Acesse o site: http://www.stvbr.com.br

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Meninos surdos batucam forte no Jaçanã

Lembro-me do meu irmão surdo aprendendo a falar (na época do oralismo) e sentindo o som pelo toque!

A forma de ouvir dos surdos é outra. Nós, ouvintes,usamos os ouvidos. Eles usam outros sentidos: eles sentem, percebem... E a batida dos tambores, assim como num show que fui do Marcus Viana, atingiu e vibrou em meu coração, deve atingir e vibrar no coração de cada um deles.

(Letícia Capelão)
















O projeto "Música do Silêncio" é desenvolvido com alunos surdos. Os alunos têm aulas de percussão com o Maestro Fábio Bonvenuto.

Ver a matéria completa no link abaixo:

15/09/2010 - 16h10
Meninos surdos batucam forte no Jaçanã
http://www1.folha.uol.com.br/saopaulo/796889-meninos-surdos-batucam-forte-no-jacana.shtml

terça-feira, 31 de agosto de 2010

TV Libras


TV Libras é um blog que torna acessível aos surdos informações divulgadas pela TV através de vídeos com intérprete de Libras.

Veja o blog:

http://www.tvlibras.blog.com/


Os Surdos nos Concursos Públicos

domingo, 22 de agosto de 2010

Legendagem para Surdos e Ouvintes

A Área de Tradução da Graduação da FALE/UFMG convida os alunos do curso de Bacharelado em Tradução para a atividade acadêmica abaixo descrita:

Título: Legendagem para ouvintes e para surdos

Ementa: A legendagem de filmes e programas de TV. Parâmetros de legendagem para surdos e ouvintes.

Profa. Dra. Vera Lúcia Santiago Araújo – Universidade Estadual do Ceará

Créditos: 2 créditos – G4

Data e horário: 30 de agosto a 10 de setembro de 2010 – de 18-19h

Local: Sala 3061

Apoio:
Área de Tradução da Graduação da FALE/UFMG
Núcleo de Estudos da Tradução – NET
Laboratório Experimental de Tradução – LETRA
FAPEMIG – Projeto APQ 00030-08

Rádio CBN + Libras



A rádio CBN apresenta parte das notícias em Libras, no projeto CBN em Libras, com o apoio da ONG Vez da Voz.

Acesse o site: http://cbn.globoradio.globo.com/vezdavoz/home.htm

domingo, 18 de julho de 2010

Variação linguística - LIBRAS e Língua Portuguesa

De: Professora de Libras - Andréia Chagas

Assim como em outras línguas, na LIBRAS também temos formas alternativas de dizer a mesma coisa. Essas variações podem ocorrer por região, por idade, por grupos e/ou comunidades diferentes.

Exemplo no português:
Mandioca, conhecida em diferentes regiões, como aipi, aipim, castelinha, macaxeira.



Em Libras:






Dicas para o Concurso Tux Libras

Dicas de sites:

http://atividadeslibras.blogspot.com/

http://libraseducandosurdos.blogspot.com/
Ver menu de assuntos do lado direito.

Dica da professora de Libras, Andréia Chagas.

O Tux não tem dedos.. E agora?

Você pode criar os dedos do Tux assim como os animais abaixo. Vejam!!

Um cachorro fazendo sinal de cachorro em Libras!















Agora, uma tartaruga fazendo sinal de tartaruga:


Concurso Tux Libras


Fiquem ligados!!
O concurso se encerra  A REDEFINIR!! E você pode concorrer com quantos Tux quiser!!

Veja mais detalhes sobre o concurso e outras informações em:

http://www.leticiacapelao.com/tux/concursotuxlibras.html

terça-feira, 13 de julho de 2010

Libras x Língua Portuguesa

A primeira língua (língua natural) dos surdos é a Língua Brasileira de Sinais (Libras) e a língua portuguesa é sua 2a. língua. Libras é uma língua de característica espaço-visual e, por isso, não necessita de audição para ser adquirida.

Libras se caracteriza pela configuração de mãos, movimento, localização, ponto de articulação que combinados formam um único sinal. Comparando-se a palavra em língua portuguesa com o sinal em Libras, percebe-se que escrita alfabética portuguesa não contém o mesmo significado das palavras em língua de sinais. Um único sinal pode representar uma ou mais palavras em língua portuguesa. Por exemplo:

LP = Meu nome é Letícia. Como você se chama?
Libras = Eu nome L-e-t-í-c-i-a você nome (com expressão facial interrogativa)

LP = A bola está embaixo da cama
Libras = bola cama embaixo

(Fonte consultada: Livro Absurdo ou Lógica de Elidéa Bernardino)

Surdo + Língua Portuguesa

A maioria dos surdos é alfabetizado, conhece a língua portuguesa, saber ler e escrever.

A primeira língua (língua natural) dos surdos é a Lingua Brasileira de Sinais (Libras) e a língua portuguesa é sua 2a. língua. Como o  pensamento do surdo organiza-se em função da língua de sinais, mesmo os surdos alfabetizados podem apresentar dificuldades com a língua portuguesa. Libras tem uma gramática diferente da língua portuguesa, o que torna a escrita e compreensão das duas línguas diferenciada.

O surdo pode ter a capacidade intelectual semelhante à do ouvinte, se adquirir e internalizar a língua desde seus primeiros anos de vida. Contudo, se formos considerar a realidade dos surdos, a maioria deles não tem contato com a sua língua natural (língua de sinais) até os primeiros anos da infância e, até mesmo, na adolescência. Meu irmão, por exemplo, aprendeu libras na adolescência. Isto porque a maioria dos surdos é filho de pais ouvintes. Ou seja, eles tem "contato" com a língua dos pais, que, no caso do Brasil, é a língua portuguesa. Percebe-se então que o surdo enfrenta problemas ao adquirir sua língua natural (língua de sinais) e, consequentemente, pode enfrentar problemas maiores para adquirir a sua 2a. língua.

O nível de  dificuldade do aluno surdo com as palavras em língua portuguesa envolvem questões de sua educação e são legítimas e naturais, pois o surdo, em sua grande maioria, não tem domínio ainda de sua 2a. língua, a língua portuguesa.  Isso é o fator chave que dificulta a compreensão, pelos surdos, dos textos em língua portuguesa. Além disso, o surdo está inserido em uma comunidade, em que, a maioria das pessoas são ouvintes e não conhecem a cultura surda. O que novamente colabora para um problema na comunicação entres surdos e ouvintes.

Outros fatores que são causas de problemas de comunicação dos surdos e na sua relação com a língua portuguesa (sua 2a. língua no Brasil) são: fracasso do sistema escolar para surdos, razões e origens; formas diferenciadas e equivocadas na alfabetização tanto de crianças quanto adultos surdos; uso da língua portuguesa na alfabetização de surdos e não da sua primeira língua (LIBRAS); falta de conhecimento de profissionais (professores) que estão envolvidos na educação de surdos; história da educação de surdos; dificuldade em adquirir a 2a. lingua (português) devido ao aprendizado tardio da primeira língua (LIBRAS); diferenças nas estruturas gramaticais da língua de sinais  e a língua portuguesa; idade em que se perdeu a audição; se são filhos de pais ouvintes ou surdos.

Deficiente auditivo ou surdo ou surdomudo

Deficiência auditiva é a diferença entre o desempenho do indivíduo e a habilidade normal para a detecção sonora várias frequências por decibéis (dB), de acordo com padrões estabelecidos pela American National Standards Institute (ANSI). Considera-se, em geral, que audição normal corresponde à habilidade para detecção de sons de 20 dB (uma conversação normal varia de 40 a 60 dB). As pessoas com com níveis de perda auditiva leve, moderada, acentuada e severa são mais frequentemente chamados de deficientes auditivos, enquanto os indivíduos com níveis de perda auditiva profunda são chamados surdos.

O termo surdo é visto, pela grande maioria das pessoas, como uma maneira ofensiva de se dirigir ao sujeito que tem perda auditiva. E por isso, preferem utilizar uma forma mais suave e optam por chamá-lo de deficiente auditivo. Entretanto, esta forma suave pode ser considerada até mesmo agressiva para os surdos. Deficiente remete a não ser capaz, insuficiente, insatisfatório.

"O surdo é diferente, não deficiente”. Por questões históricas, o surdo foi visto e ainda é visto como incapaz de se comunicar, aprender, se manifestar, pensar, escrever, se integrar. Esta limitação que é imposta aos surdos, é muitas vezes, maior que própria limitação sensorial que eles apresentam.

A surdez ou deficiência auditiva é provocada por um problema no sistema auditivo. Em sua grande maioria, o aparelho fonador do surdo não é afetado. Logo, não é correto dizer que todo surdo ou deficiente auditivo é mudo. Eles não são mudos. Se você conviver com eles, vai perceber que eles podem falar e se manifestar através de sons da fala. Muitas pessoas surdas não falam porque não aprenderam a falar. Alguns surdos já falam (oralizados) pois desenvolveram a fala através de um trabalho com fonoaudiologia.

O surdo, mesmo que seja privado em um dos sentidos, é capaz de interagir e aprender, criar, se comunicar. Cabe a nós, educadores, neste mundo de ouvintes, contribuir para que estas possibilidades sejam reais na vida social e acadêmica dos surdos.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Intérprete em Libras na sala de aula

Vídeo que mostra a importância do intérprete de Libras em sala de aula.
Foi produzido a partir da experiência do programa de pós-graduação do Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas da Universidade de Brasília, onde estudam alunos surdos.

domingo, 6 de junho de 2010

Aula 3 - Parte 2: Engenharia de usabilidade

Aula 3 - Parte 1: Engenharia de usabilidade

Aula 02 - Parte 2 - Engenharia de Usabilidade (libras)

Aula 02 - Parte 1 - Engenharia de Usabilidade (libras)

Aula1 - Parte 2: Interação, interface e usabilidade (em libras)

Aula 1 - Parte 1: Interface, Interação e Usabilidade (em libras)

Tutorial virtual, wordpress, blog, surdos

Romulo (USP) e eu vamos apresentar no Evidosol e III CILTEC online.
Elidéa e Mariana também. :))

Vejam mais detalhes sobre o Evidosol, no site: http://gkosmos.com/evidosol

Convidamos você a nos assistir. Ficaremos muito felizes com sua participação. O evento é pela Web (totalmente online) e gratuito! Divulgue entre as pessoas que podem também se interessar tanto pelo nosso tema como os demais temas.

Nos vamos apresentar sobre:

Avaliação da usabilidade de um tutorial virtual, em língua portuguesa, para uso do WordPress para publicação de blogs por aprendizes/usuários surdos
09 de junho de 2010 - quarta-feira
21:00/21:30
Letícia Capelão de Souza
Rômulo Francisco de Souza
Daniervelin Renata Marques Pereira (Coordenação de mesa)
Sala: #evidosol-4
Trilha: Documentação SoftwareLivre

Veja mais detalhes em:
http://leticiacapelao.com/usabilidade/wordpress/avaliatutorial.html


E veja como fazer para participar:
http://www.leticiacapelao.com/evidosol/comoparticiparevidosol.html

Atenção: neste dia 9 de junho, na mesa (sala) 4 também haverá várias apresentações sobre surdez, libras, necessidades especiais.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Programação de Intérpretes - Mostra das Profissões

O MAIS é um Movimento de Apoio a Inclusão dos Surdos na universidade. (http://maisuniversidade.blogspot.com) e quer te ajudar a escolher um curso superior e a entrar na universidade para estudar.

A Mostra de Profissões UFMG pode te ajudar a escolher sua profissão. Ela vai acontecer no Campus Pampulha da UFMG, nos dias 28, 29 e 30 de abril. Os interpretes estarão ajudando no dia 29, quinta-feira.

Acessem a página da (COPEVE), assistam o vídeo e vejam os horários dos intérpretes nas minipalestras.

Cliquem no link abaixo para consultar os horários de palestras com intérpretes, quinta-feira, dia 29/04:

Horário de palestras com intérpretes

IMPORTANTE:
Os intérpretes e pessoas de apoio do MAIS estarão com um crachá vermelho e branco! Basta procurar por nós!

E também tem um passeio de ônibus pelo Campus Pampulha da UFMG (Campus Tour) para que você possa conhecer a UFMG. O Campus Pampulha da UFMG é muito grande, tem que ser de ônibus mesmo.

O passeio de ônibus (Caompus Tour), com intérpretes, será realizado quinta-feira, dia 29/10, nos seguintes horários, com saídas regulares da Praça de Serviços:
  • 09h00
  • 10h30
  • 14h00

Vídeo em Libras sobre Mostras das Profissões da UFMG 2010

Vejam abaixo o vídeo em Libras feito por Anderson Geraldo, integrante do MAIS.

Ele é estudante do Letras/Libras da USP/SP gerenciada pela UFSC e instrutor de Libras do CAS-BH-MG (Centro de Capacitação de Profissionais da Educação do Estado de Minas Gerais e de Atendimento as Pessoas com Surdez).




VIII Seminário de Comunicação Assistiva: Libras e Braille "Processos de Acessibilidade da pessoa surda e da pessoa cega"

Data: 26, 27 e 28/04/2010
Local: PUCMINAS – Campus Coração Eucarístico – Rua Dom José Gaspar, 500 – BH/MG - Prédio 43, auditório
Horário: de 13h30min às 18h30min
Contatos: 3319-4193 - 3319-4330

Público alvo: alunos do curso, comunidade acadêmica e interessados nas questões da inclusão.
Promoção: Curso Superior de Tecnologia em Comunicação Assistiva: Libras e Braille – PUCMINAS/BH


PROGRAMAÇÃO


Dia 27/04/2010 (3ª feira) 
 ==========================

13h30min - Abertura: Pe. Márcio Antônio de Paiva - Diretor do Instituto de Ciências Humanas - ICH; Profa Denise Queiroz Novaes – Coordenadora do Curso Superior de Tecnologia em Comunicação Assistiva: Libras e Braille.

13h45min - Apresentação do Coral do Instituto São Rafael

14h – Palestra: "Comunicação: da subalternidade à identidade plena".
Palestrante: Prof. Alex Garcia – surdocego
Especialista em Educação Especial e Presidente da Agapasm - Associação Gaúcha de Pais e Amigos dos Surdocegos e Multideficientes. Vencedor II Prêmio “Sentidos”. Líder Internacional para o Emprego de Pessoas com Deficiência Professional Program on International Leadership, Employment, and Disability (I-LEAD) Mobility International USA / MIUSA.

"Eu acredito, muito mesmo, que todos nós, com nossas diferenças, na realidade e verdade, somos todos, em essência, obras ‘grandiosas’. Nesta crença, que por certo, se tornou minha religião, as lutas encontram ponto de equilíbrio, e assim, sustentando meu "ser incompleto", sigo adiante."
Alex Garcia

16h – Cofee breake

16h30 – Mesa Redonda: “Processos de Acessibilidade do Surdocego”
Coordenação: Profa Paula Branco de Morais
Participantes: Prof. Palestrante Alex Garcia e Kelly Cristina Maximiano, surdacega, estudante do Ensino Médio na Escola Estadual Três Poderes.

18h30 – Encerramento.


Dia 28/04/2010 (4ª feira)
=======================

13h30min – Apresentação do curta acessível “Lição de Moral” (com áudio descrição) – Vídeo produzido pelos alunos do 2º período do Curso Superior de Tecnologia em Comunicação Assistiva: Libras e Braille.

14h – Palestra: "A interpretação em Língua de Sinais no contexto atual da diversidade/diferença"
Palestrante: Prof. Carlos Henrique Rodrigues
Prof. Assistente da Universidade Federal de Juiz de Fora – Prof. de Língua de Sinais Brasileira e Intérprete de Língua de Sinais Brasileira - Língua Portuguesa (Certificado pelo MEC - Prolibras). Doutorando em Linguística Aplicada - FALE/ UFMG (Estudos da Tradução). Mestre em Educação - FaE/ UFMG (Educação e Linguagem) - Especialista em Educação Inclusiva (FJP) – Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação e Diversidade – NEPED - Faculdade de Educação - Universidade Federal de Juiz de Fora - FACED/ UFJF

16h – Cofee breake
16h30 - Apresentação dos resultados do Projeto de Pesquisa: “Ergonomia dos Intérpretes de Libras” - Fisioterapeuta Nádia Queiroz Jardim Barbosa – Ex aluna da PUC Minas - Pós Graduanda em Ergonomia pela UFMG.

17h – Palestra: “Professor e Surdez: Cruzando Caminhos, produzindo novos olhares”.
Palestrante: Profa Flaviane Reis - Professora Surda da Universidade Federal de Uberlândia - Educação Especial – Libras - Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina.

18h30 – Encerramento.


Dia 29/04/2010 (5ª feira)
======================

13h30 - Palestra: "Cão Guia: da Grande Ajuda técnica a uma Amizade que não tem preço!”
Edson Batista Junior - Jornalista e cantor, cego, mais conhecido como "Montanha" e o seu cão guia. Graduado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo – UFMG. Atuou na Assessoria de Imprensa da Prefeitura de BH e do TJMG; atualmente, na Redação Rádio Câmara, da Câmara dos Deputados, em Brasília, desde 2009.

16h – Cofee breake

16h30 – Mesa redonda: Relato dos intérpretes da PUCMINAS sobre a atuação profissional no processo de acessibilidade dos alunos cegos e alunos surdos da Universidade.
Representantes da área da surdez: Marcelo Wagner de Lima e Souza, Edna Dias Bragança e Wildmark Ferreira Martins.
Representantes da área da cegueira: Gislene de Almeida Dias, Juliano Salomon de Oliveira e Vanessa Cristina Silveiro da Cruz.

18h – Teatro: “O desabrochar da vida” - Ator Surdo Tales Douglas Moreira -
Ator formado pelo Curso de Teatro da PUCMINAS - Aluno do Curso de Letras
PUCMINAS.

18h30 – Encerramento.

========================

terça-feira, 27 de abril de 2010

Ning Para Surdos

Quero falar um pouco do Ning, para vocês que já fazem parte deste grupo ou que desejam fazer.

O Ning é um ambiente na Web para criar redes sociais, ou seja, criamos um espaço na Internet para compartilhar informações e ter uma espaço em comum para se comunicar sobre os nossos interesses em comum.

A diferença do Ning para Orkut, Facebook é que o Ning tem funções diferentes. Por exemplo: no Ning tem fórum para conversar sobre vários assuntos, blog para publicar informações que os vocês julgarem importantes. É um ambiente mais voltado para uma interação (conversas, comunicação) entre os membros.

A palavra "ning" significa "paz" em chinês .

O Ning Para Surdos (http://parasurdos.ning.com) nasceu no ano de 2009 (não me lembro exatamente quando). Eu criei primeiro o blog Para Surdos (http://parasurdos.blogspot.com) para divulgar informações sobre surdez, libras, educação de surdos etc. Depois criei o Ning Para Surdos para que as pessoas também pudessem se comunicar, compartilhar informações e com isso, pudessemos contribuir para a acessibilidade e inclusão dos surdos.

Todos vocês, que já fazem parte do Ning Para Surdos, se sintam à vontade para publicar mensagens no fórum (quando for alguma discussão sobre algum assunto), no blog para divulgar algo que gostou, em Eventos, para divulgar cursos, seminários, palestras etc, incluir vídeos que tenham relação com a nossa rede Para Surdos, fotos variadas e vamos construíndo o espaço juntos!

Sintam-se à vontade também para convidar outras pessoas para participarem do Ning Para Surdos.

Há também os grupos para que possamos saber mais sobre as pessoas do nosso Ning Para Surdos. Você também pode fazer parte de um grupo que já existe ou criar um novo grupo.

O Ning, por enquanto, é gratuito. A partir do início de maio, o Ning será cobrado. Eu vou avaliar os custos, mas, pretendo continuar com o Ning Para Surdos, sendo gratuito ou pago!

Um grande abraço,
Letícia Capelão.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Estudantes surdos dizem que não foram auxiliados por intérpretes durante a prova do Enem 2009

RIO - Erick Fernandes de Almeida Lopes, de 22 anos, é surdo e viu o sonho de entrar para uma universidade ser adiado durante a prova do Enem 2009, aplicada em novembro do ano passado. Segundo o vestibulando, na sala onde fez o exame, o intérprete responsável por tirar dúvidas de tradução do português para Língua Brasileira de Sinais (Libras), agiu apenas como fiscal. O estudante acrescenta que, aos pedidos de auxílio, ele respondia apenas que estavam em prova e que não poderia falar nada.

Leia toda a notícia em Globo - Educação.

domingo, 25 de abril de 2010

Curso de Libras - BH/MG

Confedereção Brasileira de Surdos
Inscrição até 31 de Janeiro de 2010

Os cursos e seus módulos são:

Fev/2010 e Jul/2010 - 3 horas aula (1 vez semana)
Manhã, Tarde e Noite / Sábado - Manhã e Tarde

Básico - 180 horas:
- Introdução - 60 horas
- Básico - 60 horas
- Aprofundamento - 60 horas

Valor da Matrícula: R$30,00
Apostila: R$35,00
Mensalidade: R$75,00

Intermediário - 120 horas:
- Intermediário - 60 horas
- Aprofundamentos - 60 horas

Valor da Matrícula: R$30,00
Apostila: R$ 35,00
Mensalidade: R$ 85,00

Avançado - 120 horas:
- Avançado - 60 horas
- Aprofundamento - 60 horas
BREVE/2010

Endereço:
Av. Amazonas, 687 10º andar – sala 1007 Centro – Belo Horizonte - MG
CEP 30180-000 Telefax: (31) 3212-4506
Mapa

sábado, 24 de abril de 2010

23 de abril - Dia Nacional da Educação de Surdos e da Juventude Surda

Ontem, dia 23 de abril, foi um dia de homenagem à educação dos surdos! Em breve, publicarei algo sobre a educação dos surdos aqui no blog! Se tiverem alguma contribuição, fiquem à vontade para colaborar.

O surdo e a educação superior: um breve manifesto

Artigo escrito por Luciana Fiúza e Malu - do grupo MAIS, do qual faço parte.

Movimento de Apoio a Inclusào do Surdo na Universidade
http://maisuniversidade.blogspot.com


O surdo e a educação superior: um breve manifesto


Luciana Fiúza de Sousa* e Maria de Lourdes Vieira**
Na década de 80, a recomendação mais comum dada aos pais de crianças diagnosticadas como surdas era que fossem encaminhadas à fonoaudiologia com a indicação expressa de oralização. Essa determinação se dava principalmente no caso de crianças que adquiriam a surdez pós-oralização (depois de terem sido expostas à língua portuguesa por certo período de suas vidas). Médicos costumavam alertar os pais com frases do tipo: “eles se esquecerão de sua língua materna, caso expostos à língua de sinais”. Tal premissa não tem qualquer sustentação científica, visto que a aquisição de uma língua não pressupõe a eliminação da outra, principalmente quando se trata da língua materna, argumentam as professoras Regina Maria de Souza (Unicamp) e Nuria Silvestre (Universidade Autônoma de Barcelona), no livro Educação de surdos, publicado em 2007.

Leiam o artigo completo em:
http://www.ufmg.br/boletim/bol1689/2.shtml
05/04/2010

terça-feira, 30 de março de 2010

Mostra de Profissões UFMG-2010

O MAIS é um Movimento de Apoio a Inclusão dos Surdos na universidade. (http://maisuniversidade.blogspot.com) e quer te ajudar a escolher um curso superior e a entrar na universidade para estudar.

A Mostra de Profissões UFMG (http://www.ufmg.br/copeve/mostradasprofissoes) pode te ajudar a escolher sua profissão. Ela vai acontecer no Campus Pampulha da UFMG, nos dias 28, 29 e 30 de abril.

Vamos colocar um vídeo em Libras no site da Mostra da Profissões e aqui no blog para que você possa entender mais sobre a organização da Mostra de Profissões (tem palestras, salas com informações). E também tem um passeio de ônibus pelo Campus Pampulha da UFMG (Campus Tour) para que você possa conhecer a UFMG. O Campus Pampulha da UFMG é muito grande, tem que ser de ônibus mesmo. Vamos pedir um intérprete para ir com vocês no ônibus.

Nós que participamos do MAIS estamos pedindo intérpretes para a Mostra de Profissões e, depois, para o vestibular para que os surdos possam conhecer os cursos, fazer vestibular e estudar na UFMG.

Clique no link abaixo para responder quais cursos você quer conhecer, tem vontade de estudar.


Participação dos Surdos na Mostra de Profissões 2010 - UFMG 


Participe!
É muito importante a sua participação na Mostra de Profissões.

domingo, 21 de março de 2010

MP3 Player para deficientes auditivos

O designer sul-coreano Sungwoo Park desenvolveu um MP3 Player para deficientes auditivos.

O nome do aparelho é Sounzzz.

Ele transforma o som em vibrações e luzes.

Para sentir as vibrações musicais, o surdo pode abraçar o aparelho que parece uma almofada.

O Sounzzz também pode funcionar para sentir os efeitos sonoros de filmes, se for conectado a um notebook.

O aparelho foi criado, mas ainda não está sendo vendido.

Primeira deficiente auditiva a se formar pela UFMS

Entre os formandos do curso de Letras da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, a história de Maria Izabel Cristaldo Alves, primeira deficiente auditiva a se formar pela UFMS.

Consulte o texto completo em: Anastácio - Notícias

Acessibilidade, surdos e comunicação (continuando..)

Eu encontrei agora em um blog, um texto interessante sobre como se comunicar com pessoas com deficiência. Vou copiar para cá parte do texto sobre os deficientes auditivos.

Fonte: Quando você encontrar uma pessoa com deficiência

"Não é correto dizer que alguém é surdo-mudo. Muitas pessoas surdas não falam porque não aprenderam a falar. Muitas fazem a leitura labial, outras não.

Quando quiser falar com uma pessoa surda, se ela não estiver prestando atenção em você, acene para ela ou toque em seu braço levemente.

Quando estiver conversando com uma pessoa surda, fale de maneira clara, pronunciando bem as palavras, mas não exagere. Use a sua velocidade normal, a não ser que lhe peçam para falar mais devagar.

Use um tom normal de voz, a não ser que lhe peçam para falar mais alto. Gritar nunca adianta, pois surdos não ouvem som algum.

Fale diretamente com a pessoa, não de lado ou atrás dela.

Faça com que a sua boca esteja bem visível. Gesticular ou segurar algo em frente à boca torna impossível a leitura labial. Usar bigode também atrapalha.

Quando falar com uma pessoa surda, tente ficar num lugar iluminado. Evite ficar contra a luz (de uma janela, por exemplo), pois isso dificulta ver o seu rosto.

Se você souber alguma linguagem de sinais, tente usá-la. Se a pessoa surda tiver dificuldade em entender, avisará. De modo geral, suas tentativas serão apreciadas e estimuladas.

Seja expressivo ao falar. Como as pessoas surdas não podem ouvir mudanças sutis de tom de voz que indicam sentimentos de alegria, tristeza, sarcasmo ou seriedade, as expressões faciais, os gestos e o movimento do seu corpo serão excelentes indicações do que você quer dizer.

Enquanto estiver conversando, mantenha sempre contato visual, se você desviar o olhar, a pessoa surda pode achar que a conversa terminou.

Nem sempre a pessoa surda tem uma boa dicção. Se tiver dificuldade para compreender o que ela está dizendo, não se acanhe em pedir para que repita. Geralmente, as pessoas surdas não se incomodam de repetir quantas for preciso para que sejam entendidas.

Se for necessário, comunique-se através de bilhetes. O importante é se comunicar. O método não é tão importante.

Quando a pessoa surda estiver acompanhada de um intérprete, dirija-se à pessoa surda, não ao intérprete."


terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Banco francês disponibiliza acessibilidade para surdos

O banco DRBNP Paribas (http://www.bnpparibas.net/) oferece acessibilidade para surdos através de vídeos na língua de sinais francesa.

Veja o vídeo de demonstração em: http://animation.bnpparibas.net/guide-caro/

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Currículo e educação de surdos

Defesa de pesquisa de mestrado na FAE/UFMG, neste mês de fevereiro.

Dissertação: Currículo e educação de surdos/as:processos de subjetivação em duas práticas inclusivas
Aluna: Clara Tatiana Dias Amaral
Orientadora: Marlucy Alves Paraíso
Data: 24/02/2010 - quarta-feira
Horário: 09:00h
Local: FAE - UFMG - sala 402

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Curso de Libras e Libras/Português

"Sinais que despertam" oferecem curso de Libras para crianças e adultos e curso de Libras/Português para surdos, em Belo Horizonte.

Local: 
 Rua Tamóios, 434 - 1º andar (esquina com Av. Amazonas). Belo Horizonte - Minas Gerais.

Contatos:
e-mail: libras.sinaisquedespertam@yahoo.com.br
telefones: 8585-0128 – Carla e 9218-5322 - Andreia

Para você fazer o curso, você deve preencher um formulário de pré-inscrição. Solicite o formulário de inscrição para Andreia ou Carla, pessoalmente ou através de e-mail.

Vejam abaixo informações sobre os cursos e o minicurrículo da professora Andréia Chagas Rocha.


Minicurrículo de Andreia Chagas Rocha
Graduada em Psicologia pela Universidade FUMEC (2005), realizou especialização em Educação Inclusiva pela Universidade Castelo Branco (2008) e possui Proficiencia em Libras: Língua brasileira de Sinais reconhecido pelo Ministério da Educação registrado sob o número 2007.2271.

Atualmente é professora do curso de Pedagogia da Fundação Presidente Antônio Carlos (FUPAC) em Mariana, disciplina: Comunicação Assistiva e professora de Libras do Instituto Candonguêro Arte e Cultura em Ouro Preto. Atuou como Formadora no curso de Especialização Lato Sensu em Educação Profissional e Tecnológica inclusiva/TECNEP/MEC. Professora de cursos de capacitação e/ou extensão em libras em Instituições como: Cefet BH, Cefet Ouro Preto, Banco Bradesco S.A, Universidade Fumec. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia social e clínica.

Realiza pesquisas na área da Linguística: Conceitos fundamentais da linguistica aplicados na língua de sinais, variação linguistica na libras e Escrita do Surdo mediado pelo computador.

Participa do projeto de pesquisa de softwares que auxiliem no processo ensino-aprendizado da lingua de sinais.

Veja o Currículo Lattes em http://lattes.cnpq.br/6572195869344113

domingo, 24 de janeiro de 2010

Ser surdo

“Sou surda não quer dizer: “Não ouço.” Quer dizer: “Compreendi que sou surda.” É uma frase positiva e determinante. Na minha mente, admito que sou surda, compreendo-o, analiso-o, porque me deram uma língua que me permite fazê-lo. Compreendo que os meus pais têm a sua própria língua, a sua maneira de comunicar e que eu tenho a minha. Pertenço a uma comunidade, tenho uma verdadeira identidade.”

(Emmanuelle Laborit, 2000)

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Vestibular em Libras - Universidade Federal da Grande Dourados - 2010

A Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) é a terceira universidade do país a traduzir a prova do Vestibular para a Língua Brasileira de Sinais (Libras), no formato vídeo. Todos os candidatos surdos tiveram acesso ao filme individualmente, contendo as orientações do processo seletivo e todas as questões das provas traduzidas.

Veja mais em: UFGD é a terceira do país a traduzir a prova do Vestibular na Libras

domingo, 17 de janeiro de 2010

Atividades em libras

A Gigi publicou no blog dela algumas atividades para quem está aprendendo libras. Achei interessante.

http://gigi-amancio.blogspot.com/2010/01/atividades-em-libras.html

Palestra: Aspectos Neuropsicossociais da Surdez

A Phortetv vai transmitir na Internet, uma palestra gratuita:

Tema: Aspectos Neuropsicossociais da Surdez
Palestrante: Prof. Dr. Altiere Carvalho, da Phorte Concursos.
Data: 18/01 - segunda-feira
Horário: 16:00 às 17:00

A Palestra será transmitida pela Phorte TV, e para assistir, basta inserir seu nome e email no horário indicado, no site da Phorte TV.

Acesse o site www.phortetv.com.br